Nosso amor existiu… e existe

Nosso amor existiu… e existe

Por Miguel Rios* Após a morte de Cristiano me vi em um silêncio de um apartamento que se esvaziou por uma tragédia. Segui trôpego, me escorando aqui e ali no posterior, no vácuo forçado e brutal de 18 anos de amor de casado rompidos como que a machadadas. É impossível...