O mais novo fenômeno da teledramaturgia no México é um casal gay adolescente chamado: “Aristemo”. O nome é um shipp (junção de nomes) de Temo (Joaquin Bondoni) e Aristóteles (Emílio Osório) da novela “Mi Marido Tiene Familia”. Um casal formado por dois adolescentes de 15 anos que viraram a cabeça dos mexicanos e elevou os atores ao status de celebridades.

De coadjuvantes da trama – como contam os criadores da novela – eles ganharam uma série spinoff e projeto de longa metragem para o término da série.

Para se ter uma ideia do tamanho da aceitação de Aristemo, os telespectadores pressionaram a Televisa cobrando um beijo dos meninos, como acontecia entre casais héteros. Desde que o casal começou a aparecer, ganhou popularidade que são constantemente um dos assuntos mais comentados em todo o México pelas redes sociais.

Veja a cena de beijo dos dois:

Atores

O casal gay é formado pelos dois atores teen que não eram tão conhecidos do grande público. Joaquin Bondoni, no entanto, poderá ser visto em breve no SBT, já que ele estreou na série “La Rosa de Guadalupe”, que será exibida na emissora de Silvio Santos com o nome de “Milagres de Nossa Senhora”. O ator ficou nesta série até 2018, quando migrou para a novela “Mi Marido Tiene Familia”.

Já Emilio Osorio iniciou a carreira três anos depois. Em 2013 esteve em “Porque el amor manda”. A partir daí, o ator trabalhou todos os anos. Em 2014 ele esteve em “Mi Corazon es tunyo”, no ano seguinte fez parte do elenco de “Como dice el dicho”. Seu último papel antes de dar vida a Aristóteles foi em 2016, com “Sueño del Amor”.

Spinoff e filme

A Televisa resolveu então aproveitar e lançar uma série spinoff com os dois, chamada “Aristemo – El Corazón Nunca se Equivoca”, produzida com status de superprodução e exibido no horário nobre da maior emissora mexicana.

Além disso, a empresa aprovou um longa que contará a história exatamente após o encerramento da série. A Televisa confirmou ainda que haverá uma peça teatral contando a história do casal gay que ganhou o coração dos mexicanos.

Com tanto sucesso, era evidente que os atores passariam a receber uma série de convites para visitar outros países e, inclusive, estarão no Brasil no mês de setembro.

Diversidade é a receita de sucesso?

Em 2017 a temporada “Viva a Diferença”, de “Malhação”, apostou no casal Lica (Manoela Aliperti e Samantha (Giovanna Grigio), que ficou conhecida como “Limantha” e também fez sucesso por aqui, nas redes sociais. O casal foi confirmado no spinoff da novela, a série “As Five” que estreia ainda em 2019. Na atual temporada, Emanuel Jacobina também está apostando num casal gay. Trata-se de Guga (Pedro Alves) e Serginho (João Pedro Oliveira), que também já tem um shipp especial, “Guginho”.


Veja também:

Os melhores filmes e séries LGBTQ para assistir na Netflix

Conheça a história do Pajubá: o dialeto usado por LGBTs que já foi até questão de ENEM

Produção brasileira se torna a maior websérie LGBT da América Latina

Related Posts

Comentários

Comentário