Desde criança, Shiloh Nouvel Jolie-Pitt, primeira filha biológica de Angelina Jolie e Brad Pitt, já dava sinais de ser muito segura de si. Por se identificar com roupas masculinas, começou a usá-las em público e recebeu apoio total da mãe, que nunca a reprimiu.

Em uma entrevista para o programa da apresentadora Oprah Winfrey, Brad Pitt contou que Shiloh, com apenas 2 anos de idade, já queria ser chamada de John. Ele conta que mesmo não sabendo lidar com o comportamento do filho, nunca tentou mudar ou impor contra suas vontades.

Para a Vanity Fair, Angelina disse apoiar totalmente a decisão de Shiloh em querer ser um menino e que não vê nenhum problema com sua aparência. “Shiloh gosta de se vestir como um menino, ela quer ser um menino, então deixamos que ela cortasse o cabelo. Ela gosta de tudo que é de menino. Ela acha que é como um de seus irmãos”.

Em julho desse ano, a internet foi inundada de artigos que diziam que Shiloh tinha iniciado um tratamento hormonal para mudança de sexo, mas os boatos foram negados logo em seguida. Contudo, ao julgar pelas palavras de sua mãe, é possível que futuramente a transição por tratamento hormonal aconteça, e seja realizada de forma natural.

Hoje aos 11 anos, John, como passou a ser chamado pela família desde 2015, é visto com a mãe por todos os cantos, mostrando como são unidos. Recentemente foram viajar para a Namíbia para inaugurar um ‘Santuário de vida selvagem’, que recebeu o nome de Shiloh. O Santuário cuida de elefantes e rinocerontes que foram vítimas de caça furtiva ou abuso.

John é o mais velho de uma família de seis irmãos, Maddox, Pax, Zahara e dos gêmeos Vivienne e Knox.


Veja também:

Atriz transgênero cotada ao Oscar diz: “ainda há muita luta pela frente”

Fotógrafa cria série emocionante com pessoas Trans com mais de 50 anos

Related Posts

Comentários

Comentário