Por muito tempo, o cinema representou histórias com temática e personagens LGBTs em meio a tragédias e muitas mortes. Em 2016, um relatório apontou que muitas personagens lésbicas e bissexuais estavam morrendo em produções da TV americana.

O site Autostraddle, voltado ao público gay e bissexual, mantém um levantamento de todas as personagens lésbicas e bissexuais que morreram em produções exibidas pela TV norte-americana desde 1976 (incluindo novelas). Até 2016, foram 156 mortes.

O Pink Popcorn fez uma lista com 10 Mortes Trágicas em Filmes LGBT e, coincidentemente, os filmes mais populares e conhecidos da população LGBT e da grande massa são sempre os que não terminam com os protagonistas pulando de alegria.

Uma questão interessante é pensar que essas histórias denunciam o que lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais vivem cotidianamente. Mas não podemos perder de vista o caráter criador do cinema, e representar sempre histórias com mortes pode gerar no imaginário popular uma normatização, e não: Não é normal pessoas morrerem simplesmente por serem quem são.

Assista ao vídeo do Pink Popcorn:

Related Posts

Comentários

Comentário