Por Danilo Motta*

O entrevistado agora é Alessandro Monte, candidato a deputado federal pelo PTC na Bahia. Seu número nas urnas é 3600. Conheça o candidato:

Por que você quer ser deputado federal?

As grandes e importantes mudanças que afetam as nossas vidas passam pelo Congresso Nacional, como vivemos num país injusto, preconceituoso, racista, LGBTfóbico, intolerante entre tantas outras formas de opressões e desigualdades, precisamos ter representantes que pensem em leis que de fato promova a qualidade de vida, igualdade e justiça social, respeito o ser humano independentemente de sua condição. Por isso me coloquei a disposição do povo baiano para ser este representante.

Como avalia a importância de candidaturas LGBT?

Acredito extremamente ser importante ter candidatos/as LGBT, mas do que isso, termos cidadãos/ãs comprometidos/as com os avanços de políticas públicas igualitárias, inclusivas e reparadoras. Que permita ampliar a participação popular e o exercício da cidadania de todos/as LGBT também, pensar para além da gente, além do nosso universo, porque todos somos discriminados/as por algum motivo e isso precisa acabar.

Quais projetos devem ser priorizados em um eventual mandato?

Penso que temos muito a ser feito neste âmbito voltado a população LGBT, creio que nosso maior problema seja a rejeição familiar, o preconceito que permeia a sociedade e a própria comunidade LGBT, mas acredito que tendo um mandato a disposição para contribuir com significativas mudanças em nossas vidas partirá da proposição de leis que possam garantir a geração e oportunidade de trabalho, geração de renda e moradia digna, pois muitos ainda são expulsos de seus lares.
Outra proposição indispensável é a formação e qualificação profissional dos nossos LGBT, propor programas que foquem na preparação e qualificação dos cidadãos/ãs LGBT brasileiros/as.

Quais os desafios para os LGBTs da Bahia?

Possa ser um sonho, mas são de sonhos que vivem os homens, sou um Militante e Homossexual determinado, ousado e corajoso, pois os grandes desafios para todos/as LGBT da Bahia é reconhecer nossos potenciais, acreditar em nossa comunidade e apostar que é possível termos deputados, deputadas, vereadores, prefeitos e prefeitas representantes da nossa comunidade lá no poder. Este ano é o momento crucial para sermos mais empoderados/as e termos consciência política, este é o momento de ampliar a nossa força e representatividade, se os LGBT no Brasil conseguissem fazer um ou dois deputados/as por cada estado, só aí já teríamos uma bancada de 54 ou 108 Parlamentares LGBT esse é pra mim o grande desafio pra Bahia e pro Brasil.

Por que a escolha pelo PTC? 

Na verdade há pouco espaços políticos em partidos para a comunidade LGBT, muitos dizem que nos querem, mas apenas para reforçar o apoio a candidatos que se dizem nos apoiar, ser sensível a causa, vestir a camisa e tantos outros formas de dizer que nos apoia. O PTC surgiu em minha vida depois de diversas tentativas de ir pro PT, PSOL, REDE, e como os municípios pequenos e as grandes cidades vivem em função da manutenção de um mandato, se fechando e por diversos motivos inclusive o discriminatório, foi bem recebido no PTC Partido Trabalhista Cristão, que depois de muitas participações de conferencias estaduais, municipais a convite da Dra. Elizabeth Costa fui para o PTC, me filiei e hoje estou Presidente do Partido em minha Cidade Dias D`ávila – Bahia e Candidato a Deputado Federal.

Por fim somos todos filho/a de um pai e o adoramos a nossa maneira e fé, respeitar o jeito de ser das pessoas é também respeitar o sua fé. Por isso escolhi como slogan de campanha “A grande obra é cuidar das pessoas”.

Amar o próximo do jeito que ele é e respeitá-lo para ser respeitado.

.

*Danilo Motta é jornalista e mestre em Literatura pela UFF. Nascido na serra fluminense, hoje vive em São Paulo.
** Quer participar da série ou indicar o seu candidato?! Entre em contato pelo e-mail nossoamorexiste@gmail.com

Related Posts

Comentários

Comentário