O esquiador Gus Kenworthy, de 26 anos, é uma das estrela da delegação americana nos Jogos Olímpicos de Inverno, em PyeongChang, e chamou a atenção neste domingo depois de protagonizar uma cena histórica, mesmo ficando fora do pódio: beijou o namorado ao vivo durante a transmissão olímpica da prova, para uma audiência de milhões de pessoas.

Gus tem se tornado um porta voz da causa LGBT desde que saiu do armário em 2015, seja através das redes sociais e aparições na mídia, como sendo um símbolo no esporte. O esquiador que foi medalha de prata em Sochi 2014 no slopestyle não conseguiu repetir o feito este ano.

Ele foi mal nas três descidas da final, com notas 35,00, 32,00 e 20,00, e ficou fora do pódio, no último lugar, não conseguindo uma segunda medalha olímpica. O ouro ficou com o norueguês Oystein Braaten, com 95,00, seguido do americano Nick Goepper, com 93,60, e do canadense Alex Beaulieu-Marchand, com 92,40.

Antes da prova, Gus recebeu energias positivas de uma estrela da música mundial. Britney Spears usou o Twitter para mandar uma mensagem de boa sorte para o conterrâneo americano.


A comunidade vê o atleta como um mensageiro contra o preconceito, o que para o seu namorado é importantíssimo. “Que bom que isso foi televisionado. É bom que torna cada vez mais normal”, disse Matthew Wilkas, namorado de Gus, à revista Time.

“Depois que tornei pública minha decisão, eu realmente sinto que tenho que me explicar menos. Eu deixei muito claro quem eu sou, e fiz um passo em um papel de liderança para a comunidade LGBT porque não existe uma tonelada de representes nos Jogos. Mas também é só ser eu mesmo, então é quase mais fácil do que nunca estar aqui e competir, sentir-se livre e liberto”, disse Gus.

ESPN: Body Issue(s)

Uma publicação compartilhada por gus kenworthy (@guskenworthy) em

Related Posts

Comentários

Comentário